quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Oferta de Davi



“Veio, pois, a palavra do SENHOR, por intermédio do profeta Ageu, dizendo: Porventura é para vós tempo de habitardes nas vossas casas forradas, enquanto esta casa fica deserta? Ora, pois, assim diz o SENHOR dos Exércitos: Considerai os vossos caminhos. Semeais muito, e recolheis pouco; comeis, porém não vos fartais; bebeis, porém não vos saciais; vesti-vos, porém ninguém se aquece; e o que recebe salário, recebe-o num saco furado. Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Considerai os vossos caminhos. Subi ao monte, e trazei madeira, e edificai a casa; e dela me agradarei, e serei glorificado, diz o SENHOR.”  Ageu 1. 3-8
É impressionante como é difícil para muitas pessoas o investir de tempo, mão de obra e, principalmente, dinheiro para adquirir ou construir qualquer coisa que não seja para sua própria propriedade e uso. Tenho visto e ouvido, muitas pessoas, cristãs ou não, se questionando a respeito de dízimo ou ofertas.

Entendo o esforço que todos temos em conquistar espaços e dinheiro, tarefa mais difícil numa sociedade capitalista, onde a exigência de especialização com visão generalista é sempre maior. Sei as necessidades que uma família nos requer. E são muitas. Mais complicado ainda é educar filhos para que eles não se tornem massa de manobra da mídia.

E nesse capitalismo desenfreado, do querer ter e ser mais, as pessoas começam a fazer contas com o dízimo (no início vem a pergunta: “Devo dar o dízimo do salário bruto ou líquido?”), a não mais ofertar ou até mesmo parar de dar o dízimo (“afinal de contas, quem garante se eles estão administrando corretamente o meu dízimo?”).

Mas, afinal, para que Deus te prospera? Será somente para que você possa adquirir mais bens? Para ter sua casa de campo e poder viajar nos finais de semana? Será para isso que Deus te prospera? Você realmente acredita que depois de reformar sua casa, colocar seus filhos na melhor escola, comprar um bom carro, mudar os móveis da casa, comprar roupas novas para toda sua família; enfim, depois disso, você realmente acredita que você estará pronto para ajudar a quem precisa e até mesmo voltar a separar seu dízimo?

No tempo de Ageu (1.2) o povo dizia: “Ainda não veio o tempo em que a casa do Senhor deve ser edificada”. Diziam isso, se justificando por serem egoístas e negligentes com a casa do Senhor. E Deus respondeu conforme descrito no início desse texto...

Ao mesmo tempo, Deus destaca o fato de que o novo templo deveria ser construído de madeira e pedras. Assim, Deus nos ensinava que o que Ele viu no coração de Davi (ao separar ouro, prata e pedras preciosas para um templo que ele mesmo não veria ser construído), Deus não esperaria ver nessas pessoas. Por isso, se agradaria ao ver um templo de madeira. Esse povo não seria sacrificado nos seus bens e, juntos, trabalhariam na construção do segundo templo do Senhor. Era isso o que Deus esperava: União na construção de algo que fosse totalmente dedicado e ofertado ao Senhor.

Deus é dono do ouro e da prata (Ageu 2.8). Todas as coisas pertencem ao Senhor e, portanto, ele não deseja o valor financeiro de uma oferta. Deseja que não nos apeguemos as coisas deste mundo e, acima de tudo, consideremos as coisas espirituais acima de todas as coisas. Tudo o que for necessário para a implantação do Reino de Deus no coração das pessoas, deve ser considerado.

Quando você entende isso, deixa de “chorar” quando entrega seu dízimo, quando oferta à igreja ou ajuda alguém que precisa. Faz isso, não porque receberá algo em troca da parte de Deus, mas porque entende que foi para isso que Deus te prosperou...

Assim que você tiver um tempo, veja esse vídeo do Youtube. Ele explica um pouco mais tudo o que eu disse acima.

Fique na paz!

Adriano Carvalho.

sábado, 13 de novembro de 2010

Cristão ou Porco?

O Pr. Paul Washer demonstra por que algumas pessoas amam algumas coisas (bebidas,palavrões, novelas, namoros com pessoas que NÃO têm a mesma fé que a nossa...) e nós consideramos isso tudo como lixo.

Quando nós dizemos NÃO QUERO ou NÃO GOSTO alguns "cristãos" dizem: "ahh, que isso! Isso não tem nada a ver!" Já aconteceu isso contigo? Daí a gente ora em silêncio: "ai Jesus, Abre os olhos porque eles não estão vendo o que está na frente deles"

"Nos quais o deus deste século CEGOU os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus." II Coríntios

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Plena Satisfação em Deus


John Piper, parte 1


John Piper, parte 2



John Piper, parte 3

John Piper, parte 4

John Piper, Parte 5

John Piper, Parte 6

John Piper, Parte 7

domingo, 12 de setembro de 2010

Fiel é SUA Palavra!!!

“Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem.” Mateus 7.13-14

Nunca foi tão fácil ser cristão. Fácil, prazeroso e cômodo. Quase que “na moda”.

O que tem sido necessário ATUALMENTE para que sejamos considerados “cristãos”? Você já parou pra pensar nisso?

Será que foi porque fiz um cursinho bíblico de alguns meses e depois me batizei na igreja e o padre (ou pastor) jogou água em mim ou me mergulhou numa piscina ou rio? Será que é porque falo e uso camisas com dizeres “Deus é Dez!” ou “Deus é Fiel”? Talvez, então, possa ser porque freqüentamos missas ou cultos. O que me faz dizer que sou cristão? Porque acredito em Jesus Cristo? Será só por isso? Ou será que foi porque um dia fiz uma oração sincera pedindo para Jesus entrar em meu coração e ser senhor da minha vida? É por isso sou cristão? Só isso? Pare e pense por um minuto:

“O que me faz dizer e ter a convicção de que sou cristão?”

Talvez você já tenha lido em Atos dos Apóstolos 11. 26 e, agora, possa falar com clareza o porquê de ser e dizer cristão. Mas será que tem sido só por isso?

Há duas semanas, finalmente fiz o meu perfil no Orkut. Adicionei alguns velhos amigos e algumas pessoas da igreja em que freqüento. E, para meu espanto, tenho percebido através dos perfis desses poucos cristãos (são todos cristãos) o quanto de engano tem havido na igreja cristã atualmente. Misericórdia Pai!

Estava meditando hoje pela manhã acerca desse versículo acima, de Mateus 7, e pensei: “parece até que o Espírito Santo errou ao dizer que a porta é estreita.” Todo mundo que conheço diz que é cristão. São cristãos de todos os tipos. Pecadores como eu, mas, ainda assim, ainda me assusto com alguns deles. São “cristãos” que não se espantam mais em mentir (Dizem: “Se for pra me livrar, que mal há numa mentirinha?”), em sair das missas (ou cultos) e ir pro motel (Dizem: “Apesar de não estarmos casados, a gente se ama e não existe pecado nisso”), e alguns até freqüentam reuniões espíritas ou vão ao cinema ver o filme “Nosso Lar” do André. E, sem saber que o livro que deu origem a esse filme é uma das bases da doutrina espírita, alguns dizem: “Ah, isso não tem nada a ver. O filme é lindo e, quem sabe depois que a gente morrer será parecido”. E tem cristão dizendo que é fã também do Justin e mostra isso no seu Orkut.

Hoje, quando acessei meu email, como de costume, primeiro abriu aquela tela do MSN Brasil. E li uma matéria que dizia: “Justin Bieber está em alta. Prova disso está nos últimos dados coletados por um funcionário do Twitter, que não quis revelar sua identidade. Segundo suas pesquisas, o perfil do cantor, que tem apenas 16 anos, detêm 97% da popularidade e fluxo de fluxo de informações no Twitter. De acordo com o funcionário, existe uma fileira de servidores do Twitter dedicados totalmente às informações que correspondem ao perfil de Justin e às citações de seu endereço virtual.”

Esse menino de 16 anos, que não é evangélico, mas sendo adolescente, tem sido referencial para os adolescentes que querem ser famosos como ele. Aliás, que adolescente nunca quis trabalhar numa novela ou ser famoso na televisão? A fama e a popularidade que vemos aparecer na televisão, todos sabemos que é extremamente passageira, mas quem se importa com isso? E os fãs cristãos não sabem sequer que a origem da palavra “fã” vem do inglês “fan” que é uma abreviatura de “fanatic” que significa fanático. Agora vá ao seu dicionário e busque o significado de “fanatismo”:

s.m. Paixão cega que leva alguém a excessos em favor de uma religião, doutrina, partido etc.
Dedicação excessiva.

Parece mesmo que o Espírito Santo se enganou porque a porta precisa ser MUITO larga pra entrar essa galera toda!

Agora, cristão, pare e pense: Deus se engana? A bíblia é verdadeira?

Se você não teve dúvidas quanto a ao fato de Deus ser infalível (não erra NUNCA!) e quanto à divina inspiração dos textos bíblicos (Se está escrito, então VAI acontecer!), então não se espante quando nossos políticos (que você vai colocar no poder nessas próximas eleições) votarem contra os cultos ao ar livre, quando eles criarem leis para que somente formandos do curso de Jornalismo possam ter programas de televisão. Isso vai acontecer! E, lembre-se: Isso foi AMPLAMENTE avisado!

Quando forem criadas leis que proíbem pastores de pregar sobre pecado (homossexualismo, idolatria e espiritismo); quando OBRIGAREM os pastores a celebrar uniões de pessoas do mesmo sexo (Romanos 1.26-27), não podendo os pastores sequer se defender judicialmente; quando os políticos que nós colocamos no poder criarem o “Dia do Orgulho Gay” a ser comemorando em todas as cidades brasileiras em escolas públicas e particulares. Enfim, quando tudo isso acontecer, NÃO SE DESESPERE.

Se você é cristão, então se lembre que a porta precisava estreitar, afinal de contas, estava larga demais pra ser verdade. Seja cristão nesse mundo, renuncie ao pecado, diga NÃO às práticas pecaminosas (ensine e VIVA I Coríntios 6,9-11).

Deus não vai estar “de mal” com você. Não. Nada disso! Quando isso acontecer, você pare e pense que Deus é JUSTO e FIEL é SUA PALAVRA e precisava fazer sua justiça. Lembre-se que o IDE (Mateus 28.19) não foi para que fossem criadas igrejas onde você se sentisse confortável, recebesse uma mensagem de fortalecimento (quase auto-ajuda), e encontrasse com seus amigos verdadeiros e se sentisse no paraíso. NÃO FOI PARA ISSO QUE JESUS MORREU NAQUELA CRUZ!

“Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte”  Apocalipse 21.8