sábado, 24 de dezembro de 2011

Cristãos no Natal


“E sucedeu que todo um ano se reuniram naquela igreja, e ensinaram muita gente; e em Antioquia foram os discípulos, pela primeira vez, chamados cristãos.” Atos dos Apóstolos 11.26
  
Independente do tipo de relacionamento familiar que tivemos, das brigas que testemunhamos ou das agressões que sofremos, todos estamos de comum acordo que somos reflexo de nossos pais, do que eles foram de bom e também de seus erros.
A psicologia moderna, que hoje condena agressões a crianças, entende que essas agressões que uma criança sofre podem ficar impregnadas em suas memórias e essa criança tende a repetir as mesmas agressões. Isso ocorre por causa de uma forma deturpada de amor que é atrelada a violência.
Fruto de uma alma doente, com sentimentos mal resolvidos, e pecados não confessados, os filhos se comportam semelhantes aos pais. Em sua maioria, eles também espiritualizam essa doença e deturpam a imagem do Criador e deixam de ser semelhantes a ELE. A figura do bom pastor que guia suas ovelhas se transforma em um ser que usa o cajado pra bater nelas e as ovelhas se transformam em seres ignorantes e burros que precisam disso pra ser guiadas “com amor”. Um pouco de estudo e saberemos que o cajado tem na ponta um grande e arredondado “C” que serve pra orientá-las sem as ferir. Não existe, portanto, a “paulada de amor”.
Com essa mentalidade doentia surge o pecado da idolatria no meio cristão. Desta vez, não através de imagens, mas através de uma visão doentia do nosso Pai e Criador. Afastam-se do Deus Pai, ABA PAI, e cria-se intimidade com um deus que sente prazer em punir aqueles que desobedecem às suas Leis.
Certo que existe a Lei do Senhor, e nem uma vírgula ou um til da palavra do Senhor foi ou pode ser retirada. Sim, Deus é o fogo consumidor. Mas, nesse fogo podemos lançar nossos pecados, nossas fraquezas, nossa adoração e nosso louvor. E o Senhor nos recebe como sacrifícios vivos, sem derramamento de nosso sangue. Porque o sangue que precisava ser derramado já o foi na cruz do calvário.
E, como muitos têm visto nesse deus (que eles mesmos criaram em suas mentes) uma imagem de seus agressores, já não se consegue ter intimidade com o Deus vivo. E surge o esfriamento do amor, porque Deus é amor. E se não existe a presença do amor, o que sobra é a posse e o ciúme, a violência, o distanciamento uns dos outros e por fim a depressão. Isso tudo, por conta de que não fomos criados ou arquitetados (como dizem alguns) para servir e adorar a um deus que nós criamos e sim ao Deus todo poderoso criador dos céus e da terra.
Se não existe o amor, como poderemos servir a Deus? Por isso, muitos têm somente trabalhado para o Senhor, mas não o tem servido porque o fazem para si mesmos. Para serem reconhecidos no altar, para escapar da monotonia dos domingos à tarde, para encontrar alguém para fornicar (e viver no engano e dupla face, se é que posso usar esse termo...). Vivem no ativismo e alguns praticamente moram nos templos, como se pudessem aliviar o fardo que carregam por estarem servindo a um deus que eles mesmos criaram. Vivem no sofrimento e depois desanimam quando descobrem que assim não sumiu aquele vazio em suas almas. Jogam a culpa em quem podem e se afastam de tudo e de todos. Muito triste isso.
O sacrifício de Jesus naquela cruz foi por amor. E ELE já te perdoou porque ELE te ama. Assim, primeiramente, é necessário voltar a amar ao DEUS PAI. Entender que o grande arquiteto do universo não nos deixou no acaso, mas ELE é nosso PAI. O amor Dele por nós e o perdão Dele vai além das estrelas que brilham sobre nós. Como prova do amor, Deus nos deu o Espírito Santo para estar conosco todos os dias e nos perdoou e deseja que sejamos filhos, amigos, que possamos nos parecer com o Pai.
Como é linda a ideia de um filho ser reconhecido por se parecer com seu pai!
E, porque se parecem com o Pai, podem levar a palavra de amor do Pai a todos os demais filhos que ainda não tem um relacionamento íntimo com ELE. Isso é amor pelas vidas. Não é ter discípulos para si, para ter números ou “bater cotas” e poderem ser reconhecidos em sua igreja. Têm-se discípulos por amor. Por amor ensinamos, por amor corrigimos e por amor enviamos para também eles possam ir e dar muitos frutos de amor. Isso é o amor de Cristo aqui na terra. Amamos porque sentimos um amor tão grande dentro de nós que transborda e precisa ser compartilhado com todos.
No dia em que a igreja de Cristo voltar a ter um relacionamento íntimo com o Pai, voltar a deseja-lo bem pertinho todos os dias, e sentir que nada podem sem o amor do Pai, todos entenderemos que o ativismo não salva não cura e não liberta. O ativismo somente cansa e gera ainda mais pessoas doentes e frustradas com seus pais terrenos, consigo mesmas e com o nosso Deus. No dia em que voltarmos a ser imagem e semelhança do Pai, independente da nossa bandeira religiosa, voltaremos a ser reconhecidos em nossas ATITUDES como Cristãos, porque nos parecemos legitimamente com Cristo Jesus!
Feliz Natal e um 2011 maravilhoso para todos nós!!!

“E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis.” Romanos 1.23
“E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança” Gênesis 1.26

domingo, 20 de março de 2011

Sal da Terra


“Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.” Mateus 5.13
Nestes últimos dias, o Senhor tem me incomodado a orar pela igreja no Japão e pelos milhares de almas que estão prestes a ir para o inferno ao morrerem sem Jesus. Sei que isso choca algumas pessoas porque, em verdade, ninguém gosta de falar em inferno. Entretanto, necessário é comentar sobre isso porque tudo o que nós fazemos como cristãos, se pudéssemos resumir, é exatamente levar o maior número de pessoas à presença de Deus, assim como há um tempo, alguém igualmente se importou em fazer conosco.
Por isso, não vou comentar sobre o terremoto, sobre os milhares mortos e toda aquela tragédia que, certamente, já vimos inúmeras vezes nos telejornais. Acontece que, com o decorrer do tempo, passamos a nos acostumar com as tragédias, e depois do furacão Catrina, em Santa Catarina, das enchentes em todo país, desabamentos e mortes; enfim, depois de tanta tragédia, o espanto dura no máximo uma semana. Depois, a gente aguarda a próxima tragédia porque elas têm acontecido cada vez com mais freqüência.
Para seu conhecimento, o Japão que estamos vendo na televisão tem apenas 1% de cristãos em sua população. Esse número nem incomoda mais porque não tem crescido, uma vez que, pela cultura japonesa, o povo não aceita que uma religião (seja ela qual for) possa ditar regras de vida e caráter. Essas regras têm sido ditadas pelas famílias através da cultura budista oriental e, mesmo os ditos cristãos, quando enfrentam um falecimento em suas famílias, optam por rituais e um cerimonial budista no enterro.
Hajime Nakamura, um dos mais reputados especialistas japoneses em Budismo, escreve o seguinte (na sua obra Nihonjin no Shii Hōhō “Maneira de Pensar do Povo Japonês” página 347) sobre o caráter absoluto que a coletividade social adquire no Japão: “A idéia de um Deus, seja ele transcendente ou imanente, com valor normativo para uma coletividade particular é impensável. Por isso é que mesmo depois da introdução do Budismo no Japão, os Japoneses não abandonaram o tradicional critério de valorar as coisas a partir da perspectiva de uma coletividade social particular. Eles consideraram como absoluto a autoridade dos antepassados, da família, dos senhores feudais, do estado e do imperador, a quem a religião se submeteu e foi forçada a servir.”
Nossa única tarefa aqui na terra é sermos embaixadores de Cristo e do Reino de Deus aqui nesta terra. Vivendo neste mundo e agindo como ele é. É o ser sal da terra e dar o tempero ao mundo. Obrigatoriamente temos que ser diferentes deste mundo e ter da parte de Jesus Cristo o suficiente para dar àqueles que não podem encontrar algo que verdadeiramente acabe com o vazio de suas almas. E, isso, só em Jesus. Se sendo cristão, não temos algo para dar, tornamo-nos sal sem sabor. E sal insípido, antigamente era usado somente para jogar sobre o chão para servir de pavimento.
O arrebatamento da igreja (não sabemos quando será) está MUITO perto. A nós brasileiros, tão distantes da Ásia, cabe orarmos ainda mais intensamente por aquele povo porque não sabemos quantas vidas ainda serão ceifadas sem a presença do Senhor.
Vou pedir que você faça duas coisas (além de orar por eles): Veja o vídeo abaixo e leia a profecia que o Pastor Samuel Doctorian entregou à igreja em 1998. Para não me tornar muito cansativo, vou destacar somente a visão do primeiro anjo (Anjo da Ásia) e você verá que TUDO o que aconteceu lá no Japão já havia sido avisado há mais de 13 anos pelo nosso Senhor Jesus Cristo.
_____________________________________________________________________________________
Profecia do Dr. Samuel Doctorian, Diretor da Bíblia Lands Mission acerca dos tempos, intitulada ‘Os Cincos Anjos dos Continentes’, em 16 de agosto de 1998, na Ilha de Patmos. Esta mensagem foi transcrita por Ruthanne Galok, a partir de uma fita cassete recebida em Singapura, em 30 de agosto de 1998. A fita foi trazida por Wee Tiong Howe, um cristão que acabara de voltar da ilha de Patmos onde estivera em oração com um pequeno grupo de singapureanos. Ali, Samuel Doctorian relatou-lhes a experiência.
PRIMEIRO ANJO -- O primeiro anjo disse: "Tenho uma mensagem para toda a Ásia". Quando ele disse isso, num átomo de segundo pude ver a China inteira, a índia, os países asiáticos de Laos e Vietnã -- eu jamais estive nestes países. Vi as Filipinas, Japão, Singapura, Malásia e Indonésia. Então o anjo mostrou-me Papua, Nova Guiné, Irian Java, descendo até a Austrália e Nova Zelândia.
Morte e avivamento na Ásia e Oceania
"Eu sou o anjo da Ásia", ele disse. Em sua mão vi uma tremenda trombeta que ele iria tocar por sobre toda a Ásia. Tudo quanto o anjo disse, irá acontecer com a trombeta do Senhor sobre toda a Ásia. Milhões ouvirão a poderosa voz do Senhor. Então, o anjo disse:
"Haverá desastres, fome -- muitos irão morrer de fome. Ventos poderosos serão liberados como nunca aconteceu antes. Uma grande parte será sacudida e destruída. Ocorrerão terremotos por toda a Ásia e o mar cobrirá a Terra".
Eu vi isto em 20 de junho. Hoje é dia 16 de agosto de 1998. Há poucas semanas atrás, ouvi notícias acerca de aldeias que foram totalmente varridas e mergulharam no mar em Papua, Nova Guiné. Milhares de vidas em perigo. Isto aconteceu há poucas semanas, e o anjo me disse que iria acontecer em toda a Ásia. "A Terra cairá dentro do mar", ouvi o anjo dizer. "Parte da Austrália será abalada. A Austrália será dividida e uma grande parte dela mergulhará no Oceano".
Isto era assustador -- eu imaginava se estaria ouvindo corretamente.
Mas o anjo disse. "Milhões morrerão na China e na Índia. Nação se levantará contra nação, irmão contra irmão. Os asiáticos guerrearão uns contra os outros. Deverão ser usados armamentos nucleares, matando milhões de pessoas". Por duas vezes ouvias as palavras "catastrófico! catastrófico!". A seguir, o anjo disse: "Crises financeiras acontecerão na Ásia. Elas abalarão o mundo".
Eu tremia enquanto o anjo estava falando. Então, ele olhou para mim, sorriu e disse: "Vai haver o maior avivamento espiritual -- prisões serão quebradas. Barreiras serão removidas. E por toda a Ásia -- China, Índia -- as pessoas se voltarão para Cristo. Haverá um tremendo avivamento na Austrália". Ouvir o anjo dizer: "Esta é a última colheita".
Então, como se o Senhor estivesse falando, ele disse: "Eu irei preparar a minha Igreja para a volta de Cristo". Fiquei feliz com estas boas notícias depois da mensagem de julgamento. Durante todo o tempo em que os cinco anjos estiveram no meu quarto, pude sentir a presença de Deus -- era tremendo.

Terremoto faz Torre Eiffel se fragmentar

_____________________________________________________________________________________

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Cuidado com o que você vê!



"Então o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram a encontrar-se com o noivo. Cinco dentre elas eram néscias, e cinco, prudentes. As néscias, ao tomarem as suas lâmpadas, não levaram azeite consigo; no entanto, as prudentes, além das lâmpadas, levaram azeite nas vasilhas. E, tardando o noivo, foram todas tomadas de sono e adormeceram. Mas, à meia-noite ouviu-se um grito: Eis o noivo! Saí ao seu encontro! Então, se levantaram todas aquelas virgens e prepararam as suas lâmpadas. E as néscias disseram às prudentes: Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas estão-se apagando. Mas as prudentes responderam: Não, para que não nos falte a nós e a vós outras! Ide, antes, aos que o vendem e comprai-o. E, saindo elas para comprar, chegou o noivo, e as que estavam apercebidas entraram com ele para as bodas; e fechou-se a porta. Mais tarde, chegaram as virgens néscias, clamando: Senhor, senhor, abre-nos a porta! Mas ele respondeu: Em verdade vos digo que não vos conheço" (Mateus 25.1-13).
Nesses dias de carnaval, muitos não terão a maravilhosa oportunidade de estar em um retiro espiritual. Talvez por motivos profissionais ou financeiros, ou talvez por outro motivo qualquer. Independente do motivo, uma coisa Deus tem me trazido aqui para ALERTAR a você que é Cristão: Não veja o desfile das escolas de samba, não vá participar de blocos de rua ou saia à noite para estar em comunhão com as pessoas que, nesta época, estão se divertindo na rua. Seja diferente. Proponha em seu coração ser diferente e AGIR diferente. Lembre-se que você PRECISA manter-se limpo como uma noiva que aguarda limpa e com azeite pelo noivo que ela espera.

A questão em ver ou participar dos festejos de carnaval não é simplesmente cultural. Porque é nessa desculpa que muitos se utilizam para estar em comunhão com o resto do mundo. A questão principal é, se você realmente é nascido de novo, as coisas velhas ficam para trás e TUDO se faz novo (II Coríntios 5.17). Isso não uma imposição de pastores ou líderes. Ao contrário, você simplesmente deixa isso tudo de lado porque entende que precisa ser e agir diferente. E nem pense que pode “evangelizar no bloco de rua”. Porque isso não acontece. Seja diferente e ensine seus filhos a ser assim como o Senhor gostaria e espera que você aja.

Carnaval, carnivale, festa da carne, enfim, isso todo mundo sabe. Mas mesmo assim por que você continua vendo essa porcaria e colocando para que seus filhos igualmente vejam? Você ensina que aqueles que participavam de desfiles devem abandonar tudo isso porque agora são cristãos. Mas porque você continua vendo escondido tudo isso na sua sala? Guarde seus olhos de toda coisa imunda. Proteja-se de toda essa pornografia, e lascívia. Guarde-se!

Muitos cristãos acham que isso “não tem nada a ver” e por isso, solteiros nessa época acabam fazendo muita coisa ANTES DO CASAMENTO ou, casados, fazem muita coisa FORA DO CASAMENTO.

Experimente mudar sua vida e a maneira como você tem vivido. Se você está cheio com o Esírito Santo de Deus, você  não terá lugar para o agir do inimigo através de sua vida. Daí, você muda a sua casa, sua família toda é alcançada pelo seu testemunho e o mundo começa a ser melhor. Precisamos voltar URGENTE de onde paramos e caimos. O mundo precisa voltar a entender que a palavra CRISTÃO é “Aquele que tem o agir e o viver semelhante ao de Cristo”.

O pecado que é oculto chamamos de iniqüidade. A iniqüidade é algo que fica escondido em nosso interior. É uma inclinação. E, como toda inclinação, não se mostra pelo agir. É um pecado que não podemos ver somente pelo agir. É algo que ninguém sabe. Só quem sabe é você, Deus e o Diabo. É algo quase que intrínseco e escondido que retirar é quase como arrancar um pulmão ou fígado: DÓI! As pessoas que têm compromisso com algum cargo porque assumiram alguma tarefa para o Reino de Deus podem mascarar essa iniquidade através do serviço e chamamos isso de ATIVISMO. Uma pessoa que tem desejos ocultos pode mascarar esse desejo por toda uma vida e ainda assim ser muito bem vista, valorizada e aplaudida por outras pessoas. Porque nós só vemos o que nossos olhos nos mostram. Só Deus vê o coração e, por isso, só ELE pode transformar o coração das pessoas. Só Deus pode transformar o interior de cada um. Mas, para que isso aconteça, ELE precisa encontrar uma terra fértil disposta a ser mudada ainda que isso possa significar a perda de algo ou alguém que amamos.

Leia a palavra, ore e busque no Espírito Santo ter a mente de Cristo para que você possa entender o que ELE quer dizer. E, principalmente, busque por mudança de caráter, de postura, de agir e de falar, de sentir e de pensar. Esse é o começo que o Pai espera de todos nós.

Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus. Por isso, rejeitando toda a imundícia e superfluidade de malícia, recebei com mansidão a palavra em vós enxertada, a qual pode salvar as vossas almas. E sede cumpridores da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos com falsos discursos. Porque, se alguém é ouvinte da palavra, e não cumpridor, é semelhante ao homem que contempla ao espelho o seu rosto natural; Porque se contempla a si mesmo, e vai-se, e logo se esquece de como era. Tiago 1,19-24

A despeito de qualquer teologia da prosperidade, de qualquer falsa doutrina ensinada por mera conveniência, a verdade é uma só: O reino de Deus a ser estabelecido aqui na terra é um ESTILO DE VIDA. Uma maneira na qual quem aprende a viver conseguirá se adaptar a um local realmente DIFERENTE desse mundo capitalista, egoísta e indiferente às necessidades do outro. Que essa mensagem sirva como consolo àqueles que optam por esse estilo de vida e caráter ensinado e vivido por Jesus Cristo.

Fique na paz!
"Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicita-mente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniqüidade" Mateus 7.21-23

sábado, 22 de janeiro de 2011

Não Desanime!!!



Não desanime! Você sabe que estamos vivendo os últimos dias e tudo isso já foi amplamente divulgado. Lembre-se do que o próprio Jesus falou:

“Cuidado para que ninguém vos engane. Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos. E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é necessário que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mas todas estas coisas são o princípio de dores. Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome. Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarão. E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará. Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo. E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.” Mateus 24.4-14

Ontem escutava um pastor conhecido falando sobre a malícia e quanto ela entrou na igreja Cristã. Com raríssimas exceções, não temos mais a inocência e a pureza de antes. Amadurecemos para o mundo e para as coisas do nosso tempo. Deixamos de lado a dependência TOTAL de Deus. Nos enganamos e fomos enganados por pastores enganados que enganaram a outros com suas mentiras ou com seus enganos que eles acreditavam ser verdade. Deixamos de lado a oração e, ao invés de aguardar uma resposta de Deus NO TEMPO DELE passamos a buscar respostas rápidas. E nesse engano fomos enganados pelos falsos profetas que falaram o que queríamos ouvir e não o que Deus falou. Sabíamos que isso ia acontecer mas não vigiamos.

A gente liga no noticiário e vê todos os dias no que nosso mundo se tornou. Vemos o divórcio como algo tão natural como o término de um namoro. Filhos se revoltando, se prostituindo, drogados e até matando os pais que também matam seus filhos. Onde está a manifestação do amor? Maldade vemos mas e o amor? Sim, a maldade se multiplicou no coração das pessoas e o amor tem esfriado dia após dia. O que vemos crescer é a inveja, orgulho, a cobiça e o desejo do querer ter e ser mais sem depender de ninguém, inclusive de Deus. E, se não dependemos mais de Deus, então pra que frequentar uma igreja? Por isso, tem crescido dia após dia o número de pessoas que só buscam uma igreja por que precisam de entretenimento aos domingos, porque buscam alguém para não ficarem sozinhas ou porque querem sexo. Isso mesmo, muita gente busca na igreja o par ideal mas depois que a encontram, e pecam, já não precisam mais ter o mesmo comprometimento de antes e o domingo passa a ser o dia de passear e ter lazer. Sim, a iniquidade cresceu dentro da maioria e o amor esfriou.

Jesus nos avisou que aquele que não tem coração de uma criança não entrará no Reino de Deus (Marcos 10.15) porque para receber o Reino de Deus devemos ser como uma criança: TOTALMENTE DEPENDENTES de nosso Pai, certos de que não sabemos tudo e CERTOS de só nosso Pai sabe o melhor para nós. Quantos de nós já fomos assim e veja só no que nos tornamos?

Então, busque em Deus suas forças e não se deixe tomar a forma desse mundo (conformar). Lute até seu último suspiro para que você mesmo possa se transformar em uma pessoa melhor. Busque viver a palavra de Deus e a colocá-la em prática. Ensine algumas pessoas a fazer isso através de seu testemunho de vida. O melhor discipulado é aquele em que aprendemos com alguém que vive o que fala. Obedeça a Deus e aos seus mandamentos. Se dê a oportunidade de desligar de vez em quando da televisão. Sem radicalismo. Só pra você poder receber de Deus através de sua meditação na palavra de Deus por uma ou duas horas.

Experimente mudar sua vida e a maneira como você tem vivido. Se você está cheio com o Espírito Santo de Deus, você não terá lugar para o agir do inimigo através de sua vida. Daí, você muda a sua casa, sua família toda é alcançada pelo seu testemunho e o mundo começa a ser melhor. Precisamos voltar URGENTE de onde paramos e caimos. O mundo precisa voltar a entender que a palavra CRISTÃO é “Aquele que tem o agir e o viver semelhante ao de Cristo”.

Fique na Paz!!

Adriano Carvalho



Não Desista!!!



"Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens" I Coríntios 15.19
A despeito de qualquer teologia da prosperidade, de qualquer falsa doutrina ensinada por mera conveniência, a verdade é uma só: O reino de Deus a ser estabelecido aqui na terra é um ESTILO DE VIDA. Uma maneira na qual quem aprende a viver conseguirá se adaptar a um local realmente DIFERENTE desse mundo capitalista, egoísta e indiferente ás necessidades do outro. Que essa mensagem sirva como consolo aqueles que optam por esse estilo de vida e caráter ensinado e vivido por Jesus Cristo.
Fique na paz!
Adriano Carvalho

domingo, 16 de janeiro de 2011

Um minuto com Deus



Congresso de Louvor & Adoração - PIB Nacional em Jardim América - RJ, de 04 a 07 Setembro 2010.

Lembre-se que um minuto na presença de Deus vale mais do que uma vida inteira sem ELE. Somente quem já sentiu essa doce presença pode saber a importância dela em nossas vidas e o verdadeiro motivo pelo qual nos reunimos todos os domingos naquela igreja.

Não é e não deveria ser somente para encontrarmos amigos, paquerar e arrumar um namoro ou um casamento. Não é e não deveria ser somente para ouvirmos uma palavra positiva de auto-ajuda ou conforto. Não é e não deveria ser somente para termos como barganhar uma prosperidade com Deus porque damos ofertas ou dízimos. Algo está mesmo muito errado com nossa igreja Cristã. O que será preciso acontecer para que possamos nos unir e ajudar a criar um reposicionamento do agir cristão? Ou será que, com relação aos que não se submeteram ainda à soberania de Deus, continuaremos a negar a presença de Jesus? Continuaremos a sermos egoístas nos satisfazendo apenas com o que recebemos aos domingos?

Pense nisso
Fique na Paz!
Adriano Carvalho